• Facebook: ifscjaraguagw
  • Twitter: ifsc

guiaCursos

 agendaDirecao

 icone docentes horarios atividades

ouvidoria

Dois cursos são conceito 5, e seis são nota 4, segundo Inep PDF Imprimir E-mail
Qua, 10 de Outubro de 2018 14:59

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou na manhã desta terça-feira (9), os resultados do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2017 e dois dos Indicadores de Qualidade da Educação Superior que dele derivam: o Conceito Enade e o Indicador de Diferença entre os Desempenhos Esperado e Observado (IDD). Dois cursos do IFSC receberam conceito máximo (5), enquanto que outras seis graduações estão com nota 4.

 

O curso superior de Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação e o de Engenharia Civil, ambos do Câmpus Florianópolis, são os que apresentam o conceito 5, com IDD 3 e 5, respectivamente. Física Licenciatura, dos Câmpus Araranguá e Jaraguá do Sul; Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, do Câmpus Gaspar; Engenharia Elétrica, do Câmpus Florianópolis; Engenharia de Controle e Automação, do Câmpus Chapecó; e Engenharia, também do Câmpus Florianópolis, receberam o conceito 4, com Indicadores de Diferença entre os Desempenhos Esperado e Observado que variam de 3 a 5.

 

O curso Engenharia de Controle e Automação do Câmpus Florianópolis está avaliado com nota 3, enquanto que as graduações em Engenharia de Telecomunicações e em Química Licenciatura, ambos do Câmpus São José, aparecem com conceito 2.

 

Em 2017, foram avaliados os estudantes das seguintes áreas: bacharel nas áreas de Arquitetura e Urbanismo; Engenharia Ambiental; Engenharia Civil; Engenharia de Alimentos; Engenharia de Computação; Engenharia de Controle e Automação; Engenharia de Produção; Engenharia Elétrica; Engenharia Florestal; Engenharia Mecânica; Engenharia Química; Engenharia; e Sistema de Informação. Concluintes de bacharelado ou licenciatura em Ciência da Computação; Ciências Biológicas; Ciências Sociais; Filosofia; Física; Geografia; História; Letras - Português; Matemática; e Química também realizaram o Exame, assim como os de licenciatura em Artes Visuais; Educação Física; Letras - Português e Espanhol; Letras - Português e Inglês; Letras - Inglês; Música; e Pedagogia, bem como os de tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas; Gestão da Produção Industrial; Redes de Computadores; e Gestão da Tecnologia da Informação.

 

O Conceito Enade avalia os cursos de graduação a partir dos resultados obtidos pelos estudantes no Enade. O Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD) mede o valor agregado pelo curso ao desenvolvimento dos estudantes concluintes, considerando seus desempenhos no Enade e suas características de desenvolvimento ao ingressar no curso de graduação avaliado. Porém, ambos fazem referência à qualidade da educação superior, calculados anualmente pelo Inep.

 

Em novembro, o Inep divulgará outros dois indicadores: o Conceito Preliminar de Curso (CPC) e o Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC). Esses dois, também derivados dos resultados do Enade e de outros insumos, ditam a regulação dos cursos e nas IES exercida pelo MEC.

 

Enade

 

Previsto na lei que institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), de 2004, o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) avalia o desempenho dos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos que se propõem a ensinar e as habilidades e as competências desenvolvidas pelo estudante durante sua formação. O exame é obrigatório: apenas o concluinte que responder ao Questionário do Estudante e realizar a prova pode colar grau.

 

Por Coordenadoria de Jornalismo do IFSC