• Facebook: ifscjaraguagw
  • Twitter: ifsc

guiaCursos

 agendaDirecao

 icone docentes horarios atividades

ouvidoria

Palestra debate finanças pessoais com estudantes e familiares PDF Imprimir E-mail
Qui, 06 de Dezembro de 2018 09:05

Quantas vezes você já conversou sobre dinheiro com seus filhos? Consegue guardar dinheiro todos os meses? E, quando guarda, coloca na poupança ou numa opção diferente de investimento? Temas como esses foram abordados numa palestra sobre finanças pessoais ministrada no sábado (1º) pelo professor William Borges no Câmpus Jaraguá do Sul-Rau para aproximadamente 70 pessoas, entre alunos e seus familiares. A ação foi organizada por estudantes da primeira fase do curso de graduação em Engenharia Elétrica.

 

Com formação na área de Administração, o professor destacou a importância do diálogo em família a respeito da rotina financeira. “Precisamos conversar em casa sobre dinheiro da mesma forma que conversamos sobre outros assuntos. Uma vez que exista um objetivo em comum, como por exemplo uma viagem de férias no final do ano, todos na família precisam se envolver e contribuir para alcançar esse objetivo”, afirma.

 

Para permitir o alcance de uma meta em família, Borges sugere que guardar dinheiro todo mês seja encarado como uma obrigação, não como uma opção. “Sempre que o salário entrar na conta, imediatamente separe uma parte para você investir. Não importa o quanto você ganhe por mês, sempre dá pra guardar pelo menos uma pequena parte. Depois você utiliza o restante para pagar as contas. Mas é importante ter um objetivo para o valor guardado, não apenas deixar para utilizar no futuro sem um propósito específico”, explica.

 

O administrador também aproveitou a presença do público para desfazer o mito de que a poupança é um boa maneira de guardar dinheiro. “A poupança é a maneira mais comum, porém hoje em dia ela não é um bom investimento. Existem outras formas de fazer o dinheiro estar protegido e guardado, inclusive sem pagar imposto de renda ou com a mesma facilidade de resgate da poupança. Tudo vai depender do que, novamente, seja o planejamento da família”, lembra.

 

Entre os participantes da palestra no último sábado estava Maria Genir dos Santos, mãe do estudantes de Engenharia Elétrica Daniel Rafael dos Santos. Ela e o filho assistiram atentos às orientações sobre finanças pessoais e agora vão definir metas para os seus investimentos. “Fiquei muito contente em vir aqui porque eu perdi o medo de investir. E, como disse o professor, nunca é tarde pra começar”, diz Maria, com 67 anos.

 

O professor William Borges também gravou uma entrevista com parte das orientações passadas no sábado. Ouça aqui.