• Facebook: ifscjaraguagw
  • Twitter: ifsc

guiaCursos

 agendaDirecao

 icone docentes horarios atividades

ouvidoria

Servidores do câmpus elaboram orçamento participativo para 2015 PDF Imprimir E-mail
Qua, 11 de Junho de 2014 18:43

Cerca de 50 servidores de todos os setores do Câmpus Geraldo Werninghaus participaram, nesta quinta-feira (5), da reunião que definiu o direcionamento dos recursos financeiros do câmpus para o ano de 2015. O evento foi coordenado pelo chefe do Departamento de Administração e Materiais (DAM), José Roberto Murara, e os participantes definiram os valores que deverão ser aplicados nas atividades de custeio, investimento e capacitação no próximo ano. Como o valor do orçamento de 2015 ainda não está definido, os servidores utilizaram como base o orçamento de 2014 do Câmpus Geraldo Werninghaus: R$ 2.646.332.


A área de custeio receberá, em princípio, R$1.379.000. "Os servidores optaram por aumentar o valor de custeio para investirmos em material de consumo para laboratórios e também criar um recurso do câmpus para assistência estudantil", explica o chefe do DAM. Já a área de capacitação deverá manter o valor de 2014, com R$ 82.000.


Na área de Investimento – que inclui a realização de obras e a aquisição de máquinas para laboratórios –, o valor deverá ser R$ 1.185.332. Entre os destinos desse montante estão um sistema de exaustão para solda, a rede de ar comprimido, o reparo na impermeabilização das calhas e a pintura externa. "O destino dos demais recursos será definido em conjunto com as áreas administrativa, de Mecânica e de Eletrotécnica, conforme os projetos apresentados pelas áreas e os critérios que serão criados para eleger as priorizadas", diz Murara (foto).


Este é o segundo ano que os servidores do câmpus participam do debate sobre o direcionamento dos recursos disponíveis no orçamento. "Em 2013 realizamos uma reunião como esta, porém desta vez sentimos que o fato de termos encaminhado antes da reunião um material de base para consulta ajudou muito na definição. Foi uma das melhores reuniões que tive a oportunidade de conduzir, pois todos os presentes participaram e tinham como objetivo melhorar cada vez mais nosso câmpus", destaca o chefe do DAM.


A próxima etapa do debate envolve uma reunião entre os coordenadores e a área de planejamento do câmpus para definir como serão avaliados os projetos apresentados e quais os critérios utilizados para escolher a ordem de prioridades. "Os projetos apresentados somam R$ 1,5 milhão, mas descontando o valor que separamos para obras teremos disponíveis R$ 910 mil para investimento. Ou seja, teremos que utilizar bons critérios", afirma Murara.