• Facebook: ifscjaraguagw
  • Twitter: ifsc

 agendaDirecao

 icone docentes horarios atividades

ouvidoria

Sepei 2017: ex-secretário da Setec comenta desafios da EPT PDF Imprimir E-mail
Qua, 06 de Setembro de 2017 21:31

O 6º Seminário de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC (Sepei) recebeu nesta terça-feira a mesa temática Desafio à Educação Profissional e Tecnológica, com Marcelo Feres, professor do Instituto Federal Fluminense e ex-secretário da Secretaria do Ensino Técnico e Tecnológico (Setec) do Ministério da Educação (MEC). A mesa foi mediada pelo diretor do Centro de Referência em Formação EAD do IFSC (Cerfead) Olivier Allain.

 

O palestrante veio ao Sepei falar sobre a reforma do Ensino Médio sob a contexto da educação profissional. Para o professor, a educação profissional tem muito a crescer, se comparado com países desenvolvidos. “No Brasil, só 5% dos alunos do Ensino Médio fazem o Ensino Médio integrado à educação profissional. Ou 8% se incluirmos o técnico concomitante. A União Europeia, por exemplo, registra 50% nesse índice”, completa. Em alguns países, como a Áustria e a Finlândia, esse índice chega aos 70%.

 

Para Marcelo, repensar esses índices é fundamental para o crescimento do país, pois em breve muitos dos empregos tradicionais deixarão de existir, como já ocorreu no passado.Com isso, o país corre o risco de, além de formar poucos, formar profissionais que não mais atenderão as exigências do mundo do trabalho.

 

“Deve haver uma articulação entre trabalho, tecnologia e inovação. Todo o trabalho requer em menor ou menor escala, a atividade intelectual, a produção de inovação”, diz.

 

Saiba mais nesta reportagem.