• Facebook: ifscjaraguagw
  • Twitter: ifsc

 agendaDirecao

 icone docentes horarios atividades

ouvidoria

Iniciativas do câmpus são finalistas em prêmio de inovação no IFSC PDF Imprimir E-mail
Sex, 15 de Setembro de 2017 14:49

Será que uma boa aula tem que ser dada dentro de uma sala na escola? E a forma de ensinar tem que ser a mesma em cursos ou instituições semelhantes? Dois professores do Câmpus Jaraguá do Sul-Rau mostraram que a resposta para essas duas perguntas é, definitivamente, não. Eles realizaram em conjunto com a equipe pedagógica do câmpus dois projetos que chegaram à final do Prêmio IFSC de Inovação e, agora, um deles pode ser o escolhido entre 117 práticas inovadoras desenvolvidas em diversos câmpus do Instituto.

 

Os dois projetos foram aplicados durante a primeira fase do curso de Engenharia Elétrica. Num deles, coordenado pela professora Laline Broetto, os estudantes da disciplina “Engenharia, Sustentabilidade e Cidadania” realizaram 14 ações para contribuir com a solução de problemas reais vividos pela comunidade. “Os alunos foram sensibilizados a identificar esses problemas e ao menos minimizá-los. Dessa maneira integramos a prática da pesquisa, o envolvimento com a comunidade e o ensino na engenharia”, resume a docente.

 

A partir da sensibilização foram realizadas atividades como campanhas de doação de sangue, roupas, brinquedos e alimentos, plantio de árvores e divulgação de informações sobre saúde e segurança no trânsito. “Além de propor uma nova dinâmica em sala de aula, essa metodologia também modifica a relação entre estudante e professor, fugindo do tradicional onde o aluno é mero espectador e colocando o docente como motivador, orientador e mediador do processo”, destaca Laline.

 

O segundo projeto inovador foi coordenado pelo professor Pablo Dutra da Silva com o objetivo de colocar o estudante em contato com o trabalho da engenharia elétrica no início do curso. “Normalmente o começo dos cursos apresenta uma carga pesada de unidades curriculares de base, mas que não apresentam uma conexão clara com o conteúdo específico de engenharia. Ao fazer esse contato logo cedo, melhoramos a permanência e o êxito dos discentes”, conta Pablo.

 

Para ter contato com a prática no início do curso, o professor utilizou uma estratégia que era um antigo hobby pessoal: a montagem de equipamentos eletrônicos disponibilizados em revistas. “Foi uma maneira de trazer uma materialidade que fosse específica da área de engenharia elétrica, ao mesmo tempo em que eu não precisaria cobrar de alunos de primeira fase os cálculos para que os circuitos eletrônicos fossem projetados. Os estudantes fizeram investigações, identificaram nichos de mercado e perfis de clientes e criaram produtos em torno dos circuitos oferecidos como base, sempre a partir de uma metodologia também inovadora de ‘Educação pro Projetos’ que valoriza a pesquisa como princípio educativo”, explica.

 

Apoio no câmpus

 

Ainda que tenham coordenado as duas iniciativas, os dois professores destacam que o trabalho desenvolvido com os estudantes da graduação em Engenharia Elétrica só foi possível devido ao apoio dos demais setores do câmpus. O principal deles foi a Coordenadoria Pedagógica, que integrou formalmente os dois projetos por meio da participação do servidor Ivaristo Floriani. “Destaco também o papel da coordenadora Anna Karolina Baasch e dos professores Estela Ramos de Souza, Juliano Amancio Maritan e William José Borges”, lembra Pablo.

 

Prêmio de inovação

 

Os dois projetos desenvolvidos no Câmpus Jaraguá do Sul-Rau foram apresentados na etapa final do Prêmio IFSC de Inovação realizada em 4 de setembro no Câmpu Itajaí durante Seminário de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação (Sepei) do IFSC. Após as apresentações, apenas a iniciativa coordenada pelo professor Pablo Dutra da Silva ficou entre os três melhores do Instituto na categoria “Sala de Aula” e, agora, aguarda a divulgação da premiação final, que ocorrerá no dia 23 de setembro – dia do aniversário de 109 anos de fundação do IFSC.

 

Clique aqui e veja mais fotos dos projetos.