• Facebook: ifscjaraguagw
  • Twitter: ifsc

 agendaDirecao

 icone docentes horarios atividades

ouvidoria

Avaliação institucional segue nova metodologia PDF Imprimir E-mail
Sex, 27 de Abril de 2018 16:29

A Comissão Própria de Avaliação (CPA) concluiu em 2017 o primeiro ciclo da nova metodologia de avaliação institucional trianual. No relatório, divulgado em março de 2018, constam informações coletadas em 2015 e 2016 e analisadas pelos diretores dos câmpus em 2017. Na análise crítica, foram avaliadas as atividades acadêmicas e de gestão em consonância com os objetivos descritos no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do IFSC.

 

Segundo o presidente da CPA, Eduardo Beck, com a mudança de metodologia, a avaliação ficou mais consistente e precisa. “Quando fazíamos os questionários anuais, as respostas eram bem parecidas, e não tínhamos tempo de fazer a análise crítica. Com essa metodologia, conseguimos o primeiro relatório dentro do que é esperado, uma versão mais analítica”, avalia.

 

A nova metodologia prevê ciclos de três anos:

 

1º – Realizada a avaliação integral do ciclo anterior, definidas estratégias de divulgação e encaminhadas ações. Será realizada também consulta à comunidade sobre os pontos críticos do ano anterior;

 

2º – Reitoria e câmpus respondem a um questionário mais amplo, revisado de acordo com as necessidades estratégicas definidas no primeiro ano;

 

3º – Análise do relatório do ano anterior em comparação com o relatório integral do ciclo anterior e com o PDI (por câmpus e geral); manifestação da gestão dos câmpus e da Reitoria acerca dos resultados levantados e recomendações apontadas; consulta à comunidade para apontamento de prioridades e ações; proposição de ações pela CPA; consolidação dos resultados do ciclo no relatório integral.

 

Nesta segunda-feira (23), a CPA reuniu-se na Reitoria para definir os passos do novo ciclo avaliativo (2018-2020). Estão sendo analisados os pontos críticos do triênio anterior, que comporão a primeira etapa da nova avaliação em 2018. Eduardo Beck explica que o processo será deflagrado em agosto, quando os novos membros da CPA tomarão posse.

 

Além disso, o IFSC está elaborando seu Projeto de Avaliação Institucional (PAE) uma recomendação dos órgãos de controle. “Com o PAE, a pontuação de avaliação da instituição pode ser maior”, explica Eduardo Beck.

 

Relatório de Avaliação Institucional do IFSC

 

O Relatório de Avaliação Institucional 2017 do IFSC reúne avaliações realizadas via questionário em 2015 e 2016, na Reitoria e nos 22 câmpus da instituição.

 

Em 2015, 15.244 pessoas responderam aos questionários, sendo 1.272 professores, 12.892 alunos e 1.080 técnicos administrativos. No ano de 2016, o número de respondentes foi maior, com 15.686 participantes, sendo 1485 professores, 12.955 alunos e 1.186 técnicos administrativos.

 

Em 2017, as CPAs locais dos câmpus, bem como a CPA Central do IFSC, elaboraram seus relatórios analíticos comparando os resultados obtidos nas pesquisas realizadas em 2015 e 2016, verificando a evolução das diversas áreas avaliadas, pontos críticos e casos de sucesso. Após, os dirigentes dos câmpus realizaram suas considerações sobre cada aspecto.

 

Traz a análise comparativa de cinco eixos: Planejamento e Avaliação Institucional; Desenvolvimento Institucional; Políticas Acadêmicas; Políticas de Gestão e Infraestrutura. As avaliações apontadas pelos questionários e pelos diretores dos câmpus também foram analisadas de acordo com o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do IFSC.

 

Para saber como cada eixo foi avaliado, acesse o Relatório de Avaliação Institucional 2017.

 

Para saber mais sobre a Avaliação Institucional e CPA do IFSC, acesse a página de Avaliação Institucional.

 

 

Por Carla Algeri | Jornalista do IFSC